RSS

Arquivo da categoria: Powersoccer

Temas relacionados ao PS

TZ Hockey 287

Olá amigos leitores do Hockey!!

Estamos de volta com mais uma edição semanal da The Zone Hockey, falando o que de melhor anda acontecendo no mundo das copas oficias e de parceria do Hockey! Final de temporada, vamos focar na Tour pra ganhar um dinheiro a mais para poder reforçar a equipe caso no futuro, venha a ser necessário! Vamos começar!!

U18 – National Cup Brazil – Season 54

A final foi entre as equipe Fat Cat Killers United do dirigente marrentinho e Rio de Janeiro H C do cartola igorcanal. O jogo foi no Alçapão do Almirante Stadiun e o jogo parece ter sido tranquilo pra a equipe Fat Cat Killers United que venceu por 3 x 1 em um jogo de três períodos e jogando contra a torcida do oponente! O placar do jogo eu diria que foi modesto, já o melhor jogador em quadra foi o brasuca, camisa 44 Gino Meira da equipe Fat Cat Killers United. Com esse resultado, marrentinho faturou para sua equipe 100.000 e o direito de representar os brasucas na U-18 Champions Cup na temporada 55. Já igorcanal, faturou €75.000. A terceira colocação ficou o dirigente odysseus, que fez uma bela campanha nas Copas Oficias, nessa temporada! Confira a classificação final na imagem abaixo!

U23 – National Cup Brazil – Season 54
Já na categoria U-23, o campeão foi a equipe Bonsucesso do dirigente zkrloo, que jogando em casa no Bonsucesso Arena Stadiun, soube respeitar o adversário e vencer o jogo e em um jogo normal de três período, zkrloo soube administrar bem a partida e finalizou em 4 x 2, conquistando assim o título de campeão da National Cup Brazil U-23. Com esse resultado, além do troféu de campeão, ele faturou €100.000 para os cofres de sua equipe. Já markcost, que ficou com o vice-campeonato, embolsou, 75.000 para os cofre de sua equipe!
Já a disputa pelo caneco de terceiro colocado foi entre as equipes Livramento-RS HC e Upá Porks, que fizeram um excelente jogo no Arena Iceberg, levando a melhor o dirigente, brunodaunis que venceu seu oponente, o dirigente cubano14 por 3 x 1, em um jogo de três períodos! Com esse resultado, além do caneco de bronze, brunodaunis faturou, €65.000 para sua equipe. Já o dirigente cubano14, embolsou 50.000, ou seja, quase R$150.000,00. Confira abaixo o resultado final!

U18 Summer Cup 2017
Não tivemos brasuca disputando o caneco nessa edição da U-18 Summer Cup! O brasuca melhor colocado, foi o dirigente odysseus da equipe Ice Cold Perhaps que ficou com quinta colocação! Depois tivemos ainda, mais quatro brasuca entre os vinte melhores colocados, conforme a imagem da classificação final abaixo! O grande campeão dessa temporada foi o italiano giudik da equipe Lentini Ishockey, que na final contra o sueco dagge da equipe Alnarp, ganhou o jogo por 8 x 0, jogando fora! Ou seja a equipe sueca nem tomou conhecimento da existência do oponente! Já o terceiro lugar ficou com o sueco, jsakic19 da equipe BURNABY JOE, que na final contra o seu compatriotadineliten da equipe BUN Pöjkarna, acabou por ganhar o jogo por 2 x 1, jogando em casa ao lado de sua fanática torcida! Mais sorte para os brasucas na próxima temporada, ou melhor no próximo ano!! Confira abaixo o resultado final!!

U18 Defenders Cup S54
Perdemos a Summer U-18, mas levamos a U-18 Defenders S-54. É isso ae!! O brasuca melhor colocado na U18 Summer Cup S-54, faturou a essa edição da Defenders Cup. Trata-se do brasuca odysseus, que dirige a equipe Ice Cold Perhaps, que na final contra o sueco skitnuide5 que dirige a equipe FCT Emporia Lindeborg, ganhou por 5 x 1, jogando fora de casa. odysseus soube respeitar a fraqueza do seu oponente e venceu o jogo com tranquilidade sem incidentes na hora de deixar a quadra! A torcida equipe adversária ainda aplaudiu de pé a equipe brasuca! Com esse resultado a equipe de odysseus, faturou além do caneco de campeão, o prêmio de €100.000 para os cofres do seu clube! Já a terceira colocação e consequentemente o caneco de bronze, foi disputado entre as equipe Snutteboda IK da Suécia e a equipe francesa Rathmore Lime Tree, dirigida pelo brasuca agapitod. E quem levou a melhor foram os suecos, que jogando em casa, massacrou o oponente, vencendo-o por 9 x 0. É, parece que não era um bom dia para o dirigente brasuca! Mais sorte na próxima!! Tivemos ainda mais dois brasucas entre os vinte melhores colocados, conforme classificação final, na imagem abaixo!!


Welcome Cup 9 S-54

Em cada temporada, são criadas 13 Welcomes Cup e cada equipe novata recebe até 5 convites para participar dessas copa para adquirir experiência em copas, são copas grátis que a crew disponibiliza para os novos dirigentes que estão começando, para criarem experiências em Copas Oficias e verem como eles funcionam!! Nessa de número 9 da temporada 54, tivemos brasuca disputando o caneco de bronze! A final foi entre a equipe da Espanha Pulp H.C. e a equipe do Romena Red Wings e quem levou a melhor foi a equipe espanhola, que jogando em casa soube conduzir o jogo até o final do terceiro período, ganhando por 2 x 1. Já a disputa pelo terceiro colocado, foi entre o brasuca, hugoborges e o argentino pabloraddavero, levando a melhor o dirigente brasuca, que mesmo jogando fora de casa, soube administrar o jogo e vencer por 4 x 3! Tivemos ainda dois brasuca a figurar entre os vinte primeiros foram: hugoborgesrj que dirige a equipe Manica que ficou em quinto lugar e luizinhomb da equipe Porto Alegre Giants HC que terminou ficando com a décima colocação! Mais sorte para os brasucas na Welcome Cup 54-10! Até lá! Agora confira abaixo o resultado final!!

Copas de Parceria!
World Tour Cup – S54
A World Tour Cup faz parte do Tour Mundial! Assim que entra, o dirigente completa a missão do Tour Mundial. O vencedor fatura ainda 30 Power tokens , além do caneco de campeão! Na 1º edição tivemos o brasuca cavhyoga, campeão! Já nessa edição da Season 54 e a segunda desde a sua criação tivemos a final entre a equipe da Noruega Priests e a equipe polaca HC DIABLO PLOCK e mesmo jogando fora de casa, a equipe da Noruega levou a melhor vencendo o jogo por 5 x 2 e faturando assim o título da segunda edição da World Tour Cup! Já a disputa pela terceira colocação foi entre as equipes HC Deposteron do Brasil e SPORT CLUB Csíkszereda da Romênia, levando a melhor a equipe brasuca dirigida pelo dirigente talespaixão, que venceu a disputa por 2 x 1, num jogo difícil, já que a equipe brasuca jogou fora e que só foi decidida no 4º período de jogo! Tivemos ainda mais um brasuca entre os vinte melhores colocados, que foi o dirigente cavhyoga, que tinha faturado a edição anterior da World Tour Cup! Confira abaixo, na imagem, a classificação final!

U18 World Tour Cup – S54
Tivemos uma semifinal entre os brasucas odysseus e jacksonhv da equipe Green Hell! Uma coisa era certa antes desse jogo: Já seríamos vice campeão da U18 World Tour Cup – S54, independente de qualquer resultado! Mais detalhes sobre esse jogo, na próxima edição!

Então é isso ae galera, chegamos ao final de mais um edição e de mais uma temporada, na esperança que tenho gostado! Na próxima edição, estaremos juntos aqui novamente falando de tudo que acontece no mundo das copas oficias e premiadas do Managerzone Hockey Brasil! Até a próxima!!

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de julho de 2017 em Powersoccer

 

TZ Hockey 286

Mais uma vez aqui com vocês! Nessa edição vamos falar além das Copas Oficias, falaremos também um pouco das Copas Premiadas e veremos como alguns brasucas estão mandando em algumas copas mundo a fora! Nas Ligas, faltando apenas 2 rodadas para o término da temporada, já se tem uma ideia de quem mandou bem nessa temporada! Enquanto não sabemos quem vai levar as taças da temporada, vamos falar de Copas aqui no TZ Hockey Brasil! Galera são muitas copas a comentar, então dou destaques para aquelas onde tem algum brasuca se destacando, e se por ventura eu deixar de comentar alguma e vocês perceberem, deixem um recado lá no meu LV ou no fórum, de preferência no LV, que na próxima edição eu ponho em dia os resultados!! Destaque nessa edição para a conquista da Top Tens Cup S-54, pelo brasuca cavhyoga, mais conhecido entre nós com o Cavalheiro Pó de Diamante! Mas vamos aos resultados!!

Top Teams Cup – Season 54
E como não poderia deixar de ser, o destaque é essa bela conquista do dirigente cavhyoga, que faturou a Top Tens Season 54, fechando as três conquista da Elite Cup. A Top Teams é a terceira competição mais importante de clubes que há, depois da Champions Cup e da Copa Winners Cup. E são convidados os melhores das Ligas Principais de todo o mundo. Nessa edição da T54 contamos com dois brasucas dos 152 inscritos, são eles: talespaixao com sua equipe HC Deposteron que estava no grupo 25 e cavhyoga com sua equipe Pó de DiaManTe HMZ 4ÉveR que estava no grupo 15! Na edição 53 o campeão foi o turco tanman com sua equipe Balgat Ice Hockey Club! Cavhyoga fez a final contra o hermano juanbocchio da Argentina e mesmo jogando fora de casa, massacrou o oponente em 5 x 0, sem dar chances de reação para o hermano! Cavhyoga é um dirigente que sempre diz, que quando se joga fora de casa, tem-se mais chances de ganhar! E esse tabu ele diz que é comprovado estatisticamente, ou sendo ou não sendo, o que importa é essa conquista para o Brasil, lembrando que cavhyoga é o terceiro brasuca a conquistar um Top Team Cup desde que ela foi criada na Season 13! Com essa conquista o dirigente cavhyoga fecha a Tríplice Coroa, ou seja, as três copa da Elite Cup, que são: Champions Cup S-51, Winners Cup S-52 e Top Teams Cup S-54! Lembrando aos leitores, que nenhum brasuca até hoje conseguiu um feito desse, portanto é uma conquista inédita para o Brasil!

Welcome Cup 8

Em cada temporada, são criadas 13 Welcomes Cup e cada equipe novata recebe até 5 convites para participar dessas copa para adquirir experiência em copas, são copas grátis que a crew disponibiliza para os novos dirigentes que estão começando, para criarem experiências em Copas Oficias e verem como eles funcionam!! Nessa de número 8 da temporada 54, não tivemos brasuca disputando o caneco, a final foi entre a equipe da Espanha Pulp H.C. e a equipe da Suécia Göteborg Senators e quem levou a melhor foi a equipe espanhola, que jogando soube vencer o jogo, por 2 x 1 dentro dos três peródos normais. Já a disputa pelo terceiro colocado, foi entre a equipe da Escócia, Nairn Norse HC e a equipe –BAKU– do Azerbaijão levando a melhor o dirigente amac85, que venceu o jogo por por 5 x 2, num jogo de três períodos! Já os brasucas dessa vez não se deram bem, mas tivemos cinco brasucas entre os vinte primeiros colocadas! Mais sorte para os brasucas na Welcome Cup 54-9! Até lá! Agora confira abaixo o resultado final!!

Copas Premiadas

Uxx Youth Tour Cup – S54
Essas Copas fazem parte da Tour de Juvenil e inscrevendo-se nessas copa, você ganha 2 slots de tática extra para cada copa que se inscrever e eles ficarão disponível até o final de cada temporada! Na U-21 contamos com 20 brasucas inscritos, na U-23 com 23 de um total de 255 equipes inscritas! E na U-18 contamos com 37 equipes inscritas dum total de 328 equipes! Os prêmios serão em Power Tokens e os oito primeiros colocados serão premiados, sendo que o campeão fatura nada mais, nada menos do que 30 power tokens! Mas vamos ao resultados, começando pela categoria mais alta, que é a U-23 Youth Tour Cup – S53.

U18 Youth Tour Cup – S54
Nessa edição, tivemos 35 brasucas disputando tal evento e não nenhum tivemos deles disputando o caneco, mas apenas dois, dentre os 35 que disputaram a copa, ficaram entre os vinte melhores, que foram: bigfoot2 da equipe Coringão Ice que terminou em sétimo lugar e lemol da equipe Lemol HC que ficou com a décima terceira colocação! E no pódio tivemos uma trinca de suecos, isso mesmo! três suecos conquistaram respectivamente o 1, o 2º e o 3º lugar. O campeão foi a equipe Snutteboda IK do dirigente cuttooth, que na final contra o compatriota dineliten da equipe BUN Pöjkarna, ganhou por 3 x 1, confira na imagem abaixo a classificação final da competição!

Conforme o prometido, trazemos até vocês o resultado da U21 – National Cup Brazil – Season 54, onde tivemos de um lado a equipe Santo Expedito HC do dirigente markcost e do outro a equipe Green Rocks do dirigente coxarbs. E quem se bem, faturando o título dessa edição foi a equipe Santo Expedito HC, do dirigente markcost, que massacrou a equipe Green Rocks do dirigente coxarbs por 7 x 1, para delírio de sua torcida, já que o jogo foi no Ayrton Senna Domeonde a torcida da casa compareceu em cheio, para apoiar sua equipe! Com esse resultado, o dirigente markcost é Tri Campeão da U21 – National Cup Brazil, já que le venceu as Edições da Season 42 – 53 e 54! Lembrando também que o dirigente danielleblum é outro Tri Campeão, ele venceu as Edições: 45 – 47 e 52!
Com essa conquista markcost vai disputar a U21 Championship – S53 – PLAYOFF ROUND, copa formada por 22 times onde apenas 1 representante de cada país disputa, no caso a vaga do Brasil é o campeão da National Cup U-21 e é Mata-Mata
Na Season 52 a equipe América Panthers H C do dirigente danielleblum disputou essa competição que foi jogada na Season 53 com jogadores U-22 no caso. Isso significa que jogadores que foram Sub-21 durante a temporada 54 são elegíveis para jogar a Edição da U21 Championship – S53! lembrando que apenas o brasuca cubano14, que dirige a equipe Upá Porks e ronaldothomazz da equipe Habeas Corpus MZ são até agora os únicos brasucas a conquistar esse título. desde a criação dessa copa na Seanson 34! Confira abaixo a classificação final da U21 – National Cup Brazil – Season 54! E boa sorte para markcost na U21 Championship – S53 – PLAYOFF ROUND!

U21 Friday Shoot-Out – S54

A final foi entre as equipes Lund Lunatics da Suécia e Piast Choszczno u21, da Polônia e a equipe que faturou o caneco dessa edição da U21 Friday Shoot-Out – S54 foi a Lund Lunatics que venceu o jogo por 4 x 0, faturando além do caneco o prêmio de €125.000 para seu clube! Tivemos um brasuca entre os 18 que participaram dessa copa, que foi o dirigente, cubano14 da equipe Upá Porks, que ficou na décima terceira colocação, faturando assim €62 500, para os cofres do seu clube! Esses foram o resultado final da U21 Friday Shoot-Out – S-54. Confira na imagem abaixo!

É isso galera! Na próxima edição voltaremos com notícias das equipes brasucas, que estão mundo a fora disputando Copas e brigando para trazer o caneco nessa nova temporada que acabou de começar!!! Até lá e Boa Sorte, BrasiLLL!!!

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de julho de 2017 em Powersoccer

 

TZ Hockey Ed. 278

Olá amigos do MZ Hockey Brasil!!!

Mas uma vez aqui com vocês! Nessa edição vamos falar além das Copas Oficias, falaremos também um pouco das Copas Premiadas e veremos que alguns brasucas estão mandando em algumas copas mundo a fora! Nas Ligas já estamos indo para a quarta rodada, e ainda falta muito até sabermos quem vai mandar bem nessa temporada! Enquanto isso não acontece vamos falar de Copas aqui no TZ Hockey Brasil, que é o que nos interessa!! Essa semana não teremos muitas copas a comentar, uma vez que estamos em inicio de temporada e maioria delas estão em sua fase de grupos e algumas nos Playoffs! Então falaremos apenas da Generations Cup 29-53 Season 53, que havia prometido a vocês na edição 277 e da última Welcome Cup da temporada 53, que é de número 13! Depois uma breve estatística sobre ás últimas para se ter uma noção de como os brasucas estão se dando bem nas copas oficias e de parceria! Vamos lá!!

Conforme o prometido, ficou apenas o resultado da Generations Cup 29-53, para fecharmos os resultados de todas Generations Cup S-53, então vamos a ele: Não tivemos brasuca disputando a final, na Generations Cup 29-53 S-53, a fi8nal foi entre os suecos jiim da equipe Lund Lunatics e seu compatriota cannava que dirige a equipe MAFFIAN. jiim foi quem levou a melhor mesmo jogando fora de casa, vencendo o jogo por 4 x 2 e conquistando assim o título de campeão! O atual campeão era o Suíço karacho da equipe K12 Lions! Já na disputa pelo taça de terceiro colocado, tivemos o brasuca bigfoot2 da equipe Coringão Ice jogando contra o grego sspantelis da equipe Mítikas HC. O jogo foi na Grécia e o brasuca não foi bem e perdeu o caneco de terceiro colocado ao perder o jogo por 3 x 1! Confira abaixo a classificação final da Generations Cup 29-53 Season 53! Boa sorte para os brasucas na próxima!!

 

Welcome Cup
Em cada temporada, são criadas 13 Welcomes Cup e cada equipe novata recebe até 5 convites para participar dessas copa para adquirir experiência em copas, são copas grátis que a crew disponibiliza para os novos dirigentes que estão começando, para criarem experiências em Copas Oficias e verem como eles funcionam! Nessa última Welcome Cup da temporada 53, não tivemos brasuca disputando o caneco e muito menos entre os vinte melhores! A campeã dessa última Welcome Cup foi a equipe chinesa dirigida pelo chinês ytyyuy, que fez a final contra a equipe sueca Rejmes IK e venceu por 3 x 2. Jogando em casa, a equipe chinesa teve jogar muito, para ganhar já que a equipe sueca jogou bem e por pouco não levou o jogo para o quarto período! Confira abaixo o resultado final, da última Welcome Cup da temporada 53! Lembrando aos nossos dirigentes, que nessa temporada, nenhum brasuca faturou o caneco de campeão!
                                    Resultado final da Welcome Cup 53-13

 

Nesse edição não temos o que falar sobre Copas de Parceria, algumas delas, ainda da Temporada 53 estão em sua fase de grupo e algumas ainda nos Playoffs, na próxima edição apenas um resultado final que será o da U21 Backyard Challenge – S53, que já se encontra na Semi final! Até lá!

E antes de finalizar, trago até vocês, fiéis leitores da Tz Hockey Brasil a imagem abaixo com estatísticas sobre o andamento dos brasucas nas Copas Oficias! Notem vocês que, nas últimas dezenove copas que disputamos, ganhamos 9 seguido pela Suécia que ganhou 3, Finlândia e Turquia 2, seguidos por Portugal e China que ganharam apenas uma, ou seja, o Brasil ainda é umas das melhores, senão a melhor, equipe de Hockey do MZ! Por falta de sorte, não conquistamos a U21 World Cup 2017, pois jogamos bem tecnicamente! Mas agora o negócio é pensarmos na Copa das Confederações 2017 e irmos com força total pra cima deles!! Boa Sorte Brasil! E lembrem-se: Joguem duro, mas joguem limpo!!

Bom galera, por enquanto é isso que temos que saber sobre as Copas Oficias e de Parceria no mundo Hockey, aqui no Managerzone! Na próxima edição voltaremos a falar de outras copas que ainda estão em suas fases de grupo e alguns resultados finais! Até lá!!

“TZ Hockey Br” somos Todos Campeões!

 
Deixe um comentário

Publicado por em 20 de junho de 2017 em Powersoccer

 

Formando bons Alas

Neste artigo , vamos ensinar como se treina  um Ala. Analisaremos os atributos considerados mais importantes nesta posição, o treino que um jovem Ala deve receber e o perfil que um Ala de topo deve ter.
Num jogo de Hóquei no ManagerZone, normalmente os Alas são os jogadores mais adiantados e aqueles a quem se pede que explorem as falhas defensivas da equipe adversária e que sobretudo façam gols. Mas também podem ser jogadores úteis em termos defensivos, “fechando” espaços ao adversário e possibilitando jogadas de contra-ataque após as recuperações de disco. Por essas razões é fundamental que um Ala seja forte fisicamente, se movimente bem em quadra e tenha uma boa capacidade de chute.

Força e Chute são então os atributos considerados mais importantes. O primeiro para aguentar os ‘choques’ com os defesas adversários e o segundo para aumentar a probabilidade de concretização de um ataque. Resistência, Rapidez e Patinação surgem como atributos secundários a se levar em consideração, por tornarem o Ala mais completo em termos físicos. Não descartar também atributo Controle do Disco ou o atributo Desarme, pelas razões acima mencionadas.

Na imagem seguinte temos um exemplo de um jogador que pode ser considerado um Ala de topo, com lugar em qualquer equipa de hóquei:

Figura 1: Exemplo do perfil de um Ala no MZ.

Atributos mais relevantes para a posição de Ala:

FORÇA: sendo o Hóquei um esporte de contato, este atributo é bastante importante, se não mesmo o mais importante num Ala. Pois permite ao Ala apresentar-se mais forte nos lances de ‘um-para-um’ e dessa forma aguentar as oposições adversárias quando este tenta progredir para a zona defensiva adversária. Mesmo que um Ala tenha por exemplo 10 em chute, de nada lhe servirá se tiver pouca Força. Perante Defesas opositores fortes, um Ala com estas características dificilmente conseguirá arranjar espaço ou oportunidade para chutar. Um Ala de topo tem obrigatoriamente de ter 9 ou mesmo 10 neste atributo!

CHUTE: determina a probabilidade de concretização de um ataque. Quanto maior este atributo maior será a chance do jogador acertar na baliza e marcar gol. Equipes que utilizem Alas bastante ofensivos, obrigatoriamente têm que ter jogadores evoluídos neste atributo, para tentarem aproveitar o maior número possível das oportunidades de gol que a equipe possa dispor ao longo do jogo.

RAPIDEZ: define a capacidade do jogador em se movimentar rápido pela quadra. Juntamente com os atributos Patinação e Resistência formam os atributos secundários mais importantes num Ala. Um Ala rápido e que patine bem pode chegar primeiro ao disco ou facilmente fugir ao Defesas adversários e conseguir espaço para tentar o gol.

PATINAÇÃO: define a capacidade do jogador em se movimentar pela quadra, sendo que quanto maior for este atributo, mais difícil será o jogador cair ou mais fácil será este movimentar-se pelo quadra. Juntamente com os atributos Rapidez e Resistência formam os atributos secundários mais importantes num Ala.

RESISTÊNCIA: define a capacidade do jogador para aguentar o jogo e manter o seu rendimento ao longo do mesmo. Se tiveres um jogador que jogue vários minutos e que seja pouco evoluído neste atributo, com o decorrer do jogo ele acabará por se movimentar de forma mais lenta e apresentar-se menos forte fisicamente,  no último período do jogo.

DESARME: refere-se à capacidade para desarmar  e recuperar o disco do adversário. Muitas vezes os Alas assumem um papel bastante importante nas tarefas defensivas da equipe, evitando lances ofensivos do adversário e possibilitando jogadas rápida de contra-ataque após recuperar o disco. Daí a importância que este atributo pode ter também num Ala. Não sendo tão importante como os atributos anteriormente referidos, acaba por ter a sua importância principalmente no caso de Alas a quem é exigido bastante a nível defensivo.

Os restantes atributos, apesar de considerados menos importantes, ajudam a que um Ala se possa tornar completo e permitem diferenciar os grandes jogadores dos restantes, nos principais campeonatos. Por exemplo, a importância dos atributos Inteligência de Jogo (principalmente este), Controle de Disco e Passes acaba por se notar mais nos jogos entre grandes equipas. De qualquer forma, geralmente os dirigentes mais experientes acabam por deixar estes atributos para último, pelo facto dos outros serem considerados mais importantes. Existem também muitos dirigentes que atribuem uma maior importância ao Controle de Disco (do que aquela que foi aqui atribuída), mas relembro que esta rubrica é um artigo de opinião pessoal e por isso, não quer dizer que esta seja a análise mais correta ou próxima da realidade.

Como treinar um Ala juvenil?

Quando um jovem Ala chega à nossa Academia, o seu treino específico deve basear-se fundamentalmente nos atributos Força (principalmente este) e Chute. Estar a treina-lo noutros atributos poderá vir a revelar-se uma perda de tempo, no caso de por exemplo ele vir a maximizar precocemente no atributo Força. E no caso de maximizar cedo a Força deixa de ter interesse mantê-lo no clube, pois já não dará nem um bom Ala, nem um bom Defesa, nem um bom Central. Nesse caso mais vale trocar esse juvenil por outro, dando assim a oportunidade a outra jovem promessa de mostrar o seu valor na Academia. Maximizando cedo em Chute, mas tendo um bom índice no atributo Força é sempre um jogador a considerar manter no clube. Quem sabe até não se venha a revelar um bom jogador defensivo. E também existem bons Alas por aí com 10 a Força e 7 em chute. O mesmo já não é possível dizer de jogadores com 7 a Força e 10 a chute.

Assim, em idade juvenil (dos 15 aos 18 anos), o meu conselho é treinar preferencialmente o atributo Força (até maximizar) e o atributo chute. A exceção é mesmo se optarem por envia-lo para o Campo de Treino, sendo que aí poderão escolher por exemplo, um pacote de treino que contenha atributos físicos (como Força, Rapidez, Patinagem ou Resistência) e/ou atributos técnicos (como Chute). Se eventualmente o juvenil vier a maximizar antes de atingir o 8º ou até mesmo 9º disco a Força (isto para uma equipa com aspirações a subir à Top League), aí o meu conselho é optar por trocar esse jogador por um novo juvenil de 16 anos. A não ser que apesar dessa maximização precoce, o jogador vos seja útil nas competições Sub18. Nessa situação (participação em competições jovens) também é importante dar ao jogador o número de jogos semanais suficientes para que este se mantenha em forma.

Figura 2: Sugestão de treino de um jovem Ala na fase juvenil.
Como treinar um Ala ex-juvenil?

Quando um jovem Ala de 18 anos passa a senior, a primeira coisa a fazer é ponderar o seu futuro no clube.  Avaliar as suas maximizações atuais e a utilidade que poderá eventualmente ainda ter para a equipa nas competições jovens. Estando por exemplo maximizado no 7º ou 8º disco a Força, normalmente esta é uma altura para vender/dispensar o jogador, caso a sua presença no plantel já não se justifique. Caso ainda não esteja maximizado, o seu treino específico deve continuar a basear-se fundamentalmente nos atributos Força e chute, até este atingir pelo menos o 9º disco a Força. Se o Ala ainda não tiver atingido esse número de discos, treiná-lo noutros atributos pode vir a revelar-se uma perda de tempo, já que por exemplo numa Top League, um jogador com 8 ou menos a Força apresentará bastantes dificuldades para se impôr perante jogadores adversários com 9 ou 10 nesse atributo.

Agora imaginemos que o jogador chega ao 9º disco a Força e treina para o 10º. Estamos perante um jogador com grande potencial mesmo que não evolua muito no atributo Chute, já que nesse cenário ainda pode vir a dar um bom Defesa ou até tornar-se num Ala ou Central razoável para qualquer equipa, pois mesmo não sendo um fora-de-série poderá fazer-se valer da sua força física.

Se o teu interesse não é tanto formar jogadores de topo, mas antes treinar os teus ex-juvenis para que possam ser rapidamente úteis à tua equipa principal, então aí podes aproveitar esta fase para treinar com mais regularidade atributos como Rapidez, Patinação e Resistência. Havendo vagas no Campo de Treino e no caso do jogador continuar a revelar poder vir a ser uma grande promessa, deves envia-lo para um pacote de treino que contenha estes ou parte destes atributos considerados mais importantes.

Figura 3: Sugestão de treino de um jovem Ala após passar a senior.
Como treinar um Ala depois deste estar maximizado nos 2 atributos mais importantes?

Uma vez maximizado nos atributos Força e Chute, o passo seguinte é maximiza-lo nos atributos Rapidez, Patinação e Resistência. Depois de evoluído nestes atributos, treinar Desarme, treinando também alguns discos nos atributos Controle de Disco ou Inteligência de Jogo e Passes, consoante as vagas na Área de Treino e as necessidades mais evidentes do Ala. Ter também em atenção a recente introdução do Treino 2.0, que veio fazer com que o atributo Inteligência de Jogo fosse treinado de forma menos eficiente nos jogadores mais jovens. Como tal, nesta fase do treino do nosso Ala, a aposta neste atributo dependerá portanto da idade do jogador em causa (e de seu potencial para o treino da Inteligência de Jogo).

Figura 4: Sugestão de treino de um Ala já maximizado nos atributos mais importantes.

………………..

TREINOS & TÁCTICAS: Espaço dos Leitores:

Agora que já sabem o ‘aspecto’ que pode ter um Ala ao longo da sua formação e que atributos devemos treinar, lanço aqui um pequeno desafio aos nossos leitores, para que mostrem no Fórum (no tópico desta TZ) os seus melhores Alas. Ou então digam-nos que estratégias utilizam no treino dos vossos Alas, de forma a criar uma discussão em torno deste tema.

E com esta sugestão concluímos o 4º artigo desta rubrica ‘Treinos & Táticas’. Na próxima edição falaremos sobre o treino específico de um Jogador Central. Relembro também que podes saber mais sobre o treino dos jogadores, consultando a FAQ do Hóquei, onde poderás encontrar parte da informação aqui referida, mas também mais detalhes sobre alguns outros aspectos que aqui não foram abordados.

Boas leituras! E até ao próximo artigo!

………………..

TREINOS & TÁCTICAS: Histórico dos artigos publicados:

TZ 128: Introdução ao Treino no Hóquei
TZ 129: Treino de um Guarda-Redes
TZ 130: Treino de um Defesa
TZ 131: Treino de um Ala

Escrito por: bigjoni

Edidato por: mobi_dicky

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de abril de 2017 em Powersoccer

 

Treinando os Centrais

TREINO DE UM JOGADOR CENTRAL

Depois de nas edições anteriores termos analisado o treino específico no Hóquei para as posições de ‘Goleiro’, ‘Defesa’ e ‘Ala’, hoje abordamos o treino de um jogador ‘Central’ – a última posição que faltava referir. Analisaremos os atributos considerados mais importantes para esta posição, o treino que um jovem Central deve receber e o perfil que um Central de topo deve ter.

No hóquei os jogadores Centrais desempenham um papel fundamental durante o jogo: são eles que normalmente fazem as transições entre a defesa e o ataque, são eles os jogadores escolhidos para disputar os ‘face-offs’ e são quase sempre eles os primeiros a defender e os primeiros a atacar, não sendo por isso de admirar que acabem por ser muitas vezes os jogadores com mais gols e assistências numa equipa. Como tal e por todas estas razões, devem ser o mais completos possíveis: fortes nos atributos físicos e com bons índices nos atributos defensivos e ofensivos. Normalmente acaba por ser nesta posição que se encontram os nossos melhores jogadores.

O Jogador Central necessita então essencialmente de Força, Chute e Desarme, mas também de atributos secundários como por exemplo, Resistência, Patinação, Rapidez ou mesmo Controle do Disco. Estes ditos, atributos secundários, têm um grande peso num jogador Central – não basta que o nosso Central tenha apenas Força, Chute, Desarme e pouco mais.

Na imagem seguinte temos um exemplo de um jogador que pode ser considerado um Central de topo, com lugar em qualquer equipa de hóquei:

Figura 1: Exemplo do perfil de um excelente jogador Central

                                Atributos mais relevantes para a posição de Central:

FORÇA: sendo o Hóquei um desporto de contacto, este atributo é bastante importante, se não mesmo o mais importante num Central (tal como em qualquer outra posição que não seja Defesa a Gol). O atributo Força permite ao jogador apresentar-se mais forte nos lances de ‘um-para-um’, tendo assim mais chances de sucesso quer nas suas tarefas defensivas quer nas suas tarefas ofensivas. Um Central de topo tem obrigatoriamente de ter 9 ou mesmo 10 neste atributo!

Desarme: refere-se à capacidade para efetuar interceptações e recuperações do disco ao adversário. Jogando no centro do ringue, um Central dispõe de várias oportunidades para recuperar o disco ao adversário e esta situação acabará por muitas vezes ditar o número de oportunidade de gol que a nossa equipa concede ao adversário. Quanto maior for o índice neste atributo, maiores serão as probabilidades de recuperar o disco e a equipa passar de uma situação defensiva para ofensiva.

Chute: determina a probabilidade de concretização de um remate. Quanto maior este atributo maior será a chance do jogador acertar na baliza e marcar gol. Optando-se por jogar com um Central mais adiantado ou mais recuado, este acabará sempre por dispor de oportunidades de remate ao longo do jogo e por isso, quanto mais evoluído for, maior será a probabilidade de ter êxito nos seus chutes.

RAPIDEZ: define a capacidade do jogador em se movimentar rápido pelo ringue. Juntamente com os atributos Patinação e Resistência formam os atributos secundários mais importantes num Central. Como este jogador está praticamente sempre em jogo, quanto mais rápido for a reagir e a alcançar o disco, maiores probabilidades terá de chegar primeiro ao mesmo ou fugir aos adversários.

PATINAÇÃO: define a capacidade do jogador em se movimentar pelo ringue, sendo que quanto maior for este atributo, mais difícil será o jogador cair ou mais fácil será este movimentar-se pelo ringue. Juntamente com os atributos Rapidez e Resistência formam os atributos secundários mais importantes num Central.

RESISTÊNCIA: define a capacidade do jogador para aguentar o jogo e manter o seu rendimento ao longo do mesmo. Se tiveres um jogador que jogue vários minutos e que seja pouco evoluído neste atributo, com o decorrer do jogo ele acabará por se movimentar de forma mais lenta e apresentar-se menos forte fisicamente, nomeadamente no último período do jogo. E na posição de jogador Central isso não convém mesmo nada!

CONTROLE DO DISCO: capacidade do jogador em receber e manter o disco em seu poder. Quanto maior este atributo mais difícil será desarmar o jogador. Este é também considerado por muitos o atributo mais importante na disputa dos ‘face-offs’. E uma vez que normalmente são os Jogadores Centrais a disputar os referidos ‘face-offs’, este atributo acaba por ter essa importância adicional num jogador Central.

Colocando de lado o atributo DEFESA A GOL, que nada interessa para esta posição, sobram os atributos Inteligência de Jogo e Passes, que apesar de terem sido deixados para último são também bastante importantes num Jogador Central, quer pela capacidade de reação que é exigida nesta posição, quer pela quantidade de passes que este jogador realiza durante uma partida. Como já devem ter reparado, basicamente nesta posição quantos mais discos este tiver, melhor!! Mesmo nos atributos ditos menos importantes.

Como treinar um Central juvenil?

Normalmente não se treinam jogadores juvenis para a posição de Central. E porquê!? Porque normalmente os dirigentes mais experientes começam por treinar um juvenil para Defesa ou Ala e mediante as maximizações que possam aparecer no atributo Corte ou Remate passam depois para o treino do outro atributo em que não está maximizado. E depois também porque um jogador Central vai-se formando com o acumular de discos ganhos no treino e um jovem jogador demora tempo até ficar minimamente completo para essa posição.

De qualquer forma, para quem pretende formar desde cedo um Jogador Central, pode optar por basear o seu treino fundamentalmente nos atributos Força (principalmente este), Chute e Desarme. Mas não se esqueçam que o atributo mais importante é Força e é este que deve ser privilegiado, pois no caso dele vir a maximizar precocemente no atributo Força, o jogador deixa de ter futuro! E nesse caso mais vale trocar esse juvenil por outro, dando assim a oportunidade a outra jovem promessa de mostrar o seu valor na Academia.

Quando enviarem o vosso jovem Central para o Campo de Treino devem também tentar aproveitar um pacote de treino que contenha atributos físicos (como Força, Rapidez, Patinagem ou Resistência) e/ou atributos técnicos (como Remate e Corte).

 

Figura 2: Sugestão de treino de um jovem Central na fase juvenil.
Como treinar um Central ex-juvenil?

Assim que o teu juvenil completa 18 anos e passa a senior, a primeira coisa que deves fazer é ponderar o seu futuro no clube. Avaliar as suas maximizações atuais e a utilidade que poderá eventualmente ainda ter para a equipa nas competições jovens. Estando por exemplo maximizado no 7º ou até mesmo no 8º disco a Força, normalmente esta é uma altura para vender/dispensar o jogador, caso a sua presença no plantel já não se justifique. Caso ainda não esteja maximizado, o seu treino específico deve continuar a basear-se fundamentalmente nos atributos Força, Remate e Corte, até este atingir pelo menos o 9º disco a Força. Se o jogador ainda não tiver atingido essa fasquia, estar a treina-lo noutros atributos pode vir a revelar-se uma perda de tempo, já que por exemplo numa Top League, um jogador com 8 ou menos a Força apresentará bastantes dificuldades para se impôr perante jogadores adversários com 9 ou 10 nesse atributo.

Agora imaginemos que o jogador chega ao 9º disco a Força e treina para o 10º. Estamos perante um jogador com grande potencial mesmo que não evolua muito nos atributos Remate e Corte, já que nesse cenário ainda pode vir a dar um Central razoável para qualquer equipa, pois mesmo não sendo um fora-de-série poderá fazer-se valer da sua ‘força física’.

Se o teu interesse não é tanto formar jogadores de topo, mas antes treinar os teus ex-juvenis para que possam ser rapidamente úteis à tua equipa principal, então aí podes aproveitar esta fase para treinar com mais regularidade atributos como Rapidez, Patinagem e Resistência. Havendo vagas no Campo de Treino e no caso do jogador continuar a revelar poder vir a ser uma grande promessa, deves envia-lo para um pacote de treino que contenha estes ou parte destes atributos considerados mais importantes.

 

Figura 3: Sugestão de treino de um jovem Central após passar a senior.
Como continuar o treino do meu Central?

Uma vez maximizado nos atributos Força, Chute e Desarme, o passo seguinte é maximiza-lo nos atributos Rapidez, Patinagem e Resistência. Depois de evoluído nestes atributos, treinar Controlo do Disco, Inteligência de Jogo e Passes, consoante as necessidades mais evidentes do Central. Nesta posição, quanto mais completo o jogador puder ser, melhor! Ter também em atenção a recente introdução do Treino 2.0, que veio fazer com que o atributo Inteligência de Jogo fosse treinado de forma menos eficiente nos jogadores mais jovens. Como tal, nesta fase do treino do jogador, a aposta neste atributo dependerá portanto da idade do jogador em causa (e da sua apetência para o treino da Inteligência de Jogo).

 

Figura 4: Sugestão de treino de um jogador Central já maximizado nos 3 atributos mais importantes. 

TREINOS & TÁCTICAS: Espaço dos Leitores:

Agora que já sabem o ‘aspecto’ que pode ter um jogador Central ao longo da sua formação e que atributos devemos treinar, lanço aqui um pequeno desafio aos nossos leitores, para que mostrem no Fórum (no tópico desta TZ) os seus melhores Centrais. Ou então digam-nos que estratégias utilizam no treino dos vossos Centrais, de forma a criar uma discussão em torno deste tema.

E com esta sugestão concluímos o 5º artigo desta rubrica ‘Treinos & Táticas’. Na próxima edição iremos concluir a análise à componente ‘Treino’ para passar depois à componente ‘Táctica’. Relembro também que podes saber mais sobre o treino dos jogadores, consultando a FAQ do Hóquei, onde poderás encontrar parte da informação aqui referida, mas também mais detalhes sobre alguns outros aspectos que aqui não foram abordados.

Boas leituras! E até ao próximo artigo!

TREINOS & TÁCTICAS: Histórico dos artigos publicados:

TZ 128(Pt): Introdução ao Treino no Hóquei
TZ 129(Pt): Treino de um Guarda-Redes
TZ 130(Pt): Treino de um Defesa
TZ 131(Pt): Treino de um Ala

Escrito por : bigjone

Editado por: mobi_dicky

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de abril de 2017 em Powersoccer

 
 
%d blogueiros gostam disto: